Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

O Orçamento do Estado para o ano económico 2017 foi aprovado na manhã desta quarta-feira no Parlamento cabo-verdiano com os votos a favor do movimento para a Democracia ( MPD)

Contou com votos contra do partido Africano para a Independência de Cabo Verde (PAICV ) e a abstenção da União Cabo-verdiana Independente e Democrática, (UCID).

O PAICV votou contra por considerar que é um Orçamento que não trás qualquer novidade principalmente para o sector privado, aumenta as despesas de funcionamento do Estado e a Divida Publica e passa longe dos objectivos apresentados no programa do governo para a melhoria da qualidade de vida das populações.

A UCID justifica a abstenção por considerar uma falta de equilíbrio no OE2017, sendo que este não prevê o crescimento económico e nem repõe o poder de compra às famílias cabo-verdianas.

Já o MPD justifica a aprovação deste orçamento considerando que apesar das enormes dificuldades herdadas pelo Governo anterior, esta proposta apresentado pelo executivo de Ulisses Correia e Silva aponta novos caminhos e abre espaço para a sociedade civil, considerando ser um orçamento amigo das famílias que aposta na empresariado nacional e respeita o contribuinte e cria politicas necessárias para o crescimento económico.

A proposta de Orçamento de Estado para o próximo ano que já está aprovado na generalidade e vai baixar agora no concelho especializado dos assuntos Económicos e financeiros para até 5 de Dezembro voltar à casa parlamentar para ser votada na especialidade.