Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

O jovem Kleidir Alves, natural do concelho do Paul, recém formado em Arquitectura na universidade Jean Piaget de  Cabo Verde

Criou um projecto  turístico ambicioso para a reabilitação do Farol Fontes Pereira  de Melo degradado e abandonado  há mais de 40 anos.

Situado na Ponta Este da ilha de Santo Antão, Lombo de Boi, frente ao ilhéu do mesmo nome, e a cerca de três quilómetros da povoação de Pontinha de Janela, o farol Fontes Pereira de Melo, apesar de desactivado e abandonado é considerado uma referência para esta localidade, constituindo um elemento “vivo” da sua história, com tudo o que de simbólico ele representa para Cabo Verde e para a população de Janela, de vocação e tradições marítimas.

A proposta tem como finalidade apresentar uma proposta para às edificações do Farol Fontes Pereira de Melo, criando novas instalações anexas para exposições, actividades recreativas e culturais.

 Segundo explica Keidir Alves, o projeto organiza-se em dois momentos conceptuais: as edificações existentes (torre e a casa dos Faroleiros, e uma estrutura anexa que emergirá da montanha). O complexo resulta de uma transformação da estrutura pré-existente, entretanto abandonada. 

Com o espaço panorâmico à volta, trabalhou-se um projecto de traços contemporâneos com grandes planos envidraçados, numa tentativa de museificação da natureza.

O equipamento complementar proposto ergue-se numa estrutura, em betão, tirando partido da topografia do terreno e da sua posição privilegiada, para criar uma peça escultórica onde cinco monóculos de betão (correspondentes aos lugares de exposições, miradouro, auditório e administração) rompem na encosta, desfrutando de uma vista “cenográfica” sobre o oceano.

O projecto ainda não  tem financiamento e nem dada para uma possível  edificação mas já começa a fazer sucessos nas redes sociais pela sua beleza e pela potencia que poderá impulsionar ao turismo de montanha em Santo Antão caso venha a ser realidade. Dai que mitos consideram que merece atenção dos governantes e dos investidores internacionais.