Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Carlos Gonçalves: eis o alegado namorado e cúmplice de Ana Barbosa, suspeita de assassinar e ocultar o cadáver do seu ex-marido, o alemão Michael Gocht.

Tem 35 anos e consta que é natural do concelho de São Domingos, onde curiosamente foi encontrado o corpo do empresário alemão Michael Gocht enterrado numa vala aberta precisamente para o esconder.

Carlos Gonçalves é o nome do individuo com quem a principal suspeita pela morte de Gocht, Ana Barbosa, cerca de 50 anos e natural do concelho de Santa Cruz e ancestrais da ilha do Fogo, mantinha, ao que consta, relações amorosas.

O presumível envolvimento do homem no crime ainda está por esclarecer, mas correm rumores de que ele teria ajudado a companheira a desenvencilhar-se do cadáver enterrando-o nas imediações da zona de Pedregal, perto de Ribeirão Chiqueiro (9 km da Praia), no concelho de São Domingos.

Há quem diga, de contrário, que terá sido ele, Carlos Gonçalves, a desferir o golpe com um pau na cabeça do alemão. Isto tendo em conta a estatura física de Michael Gocht, bem mais alto e forte que Ana Barbosa.

Seja como for, quer Carlos Gonçalves, quer Ana Barbosa foram indiciados por homicídio e ocultação de cadáver, tendo as provas reunidas pela PJ sido suficientes para o tribunal da Comarca de São Domingos ordenar a sua prisão preventiva.

Gocht, formado em Ciências Aplicadas e conhecido na Praia pela sua paixão pelo jogo de xadrez, estava em processo de divórcio com Ana Barbosa. Terá contado com amigos que não pretendia abrir mão da sua mansão na zona de Cova Minhoto, na Cidadela (ao lado da ex-Casa do Líder), por ter sido uma obra sua, literalmente.

Foi a enterrar ontem, quinta-feira, na cidade da Praia, acompanhado por amigos. Gocht, recorde-se, foi encontrado enterrado no sábado por um cão de um pastor que pastava os animais naquela zona. O cadáver, na altura se desconhecia a identidade, seria exumado só no domingo e depois de horas de trabalho dos bombeiros.

Evidências mostram que o crime teria sido premeditado. Mas só as investigações dissiparão todas as dúvidas.