Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

O deputado da Nação eleito pelo MpD, Luís Carlos Silva considera que  as reivindicações à volta das dificuldades em transportar pacientes com traumatismo craniano do Fogo  para a cidade da Praia puro barulho da oposição para tentar desestabilizar o processo a volta das negociações da TACV e Binter.

Na sua página do Facebook o eleito Nacional escreve que tem assistido a uma grande correria de altos dirigentes da oposição a debitarem nas redes sociais a falácia de que os aviões da Binter não estão capacitados para fazer a evacuação dos doentes, “isso numa estratégia (com alguma habilidade) de tentar perturbar o processo da TACV e enfraquecer a medida (corajosa) tomada pelo atual governo” escreve.

Segundo informações que o deputado diz ter, os ATRs da Binter estão perfeitamente capacitados para prestar o serviço de evacuação, o que estava em falta são macas especiais para o transporte de doentes acamados.

“O processo já está a ser resolvido e nos próximos dias teremos a Binter em plena condição de prestar o serviço e se repõe a normalidade” garantiu.

O deputado chama a atenção para a complexidade do processo e considera normal que surjam imprevistos, falhas e ruídos apelando à serenidade, a unidade e o foco nos resultados para fazermos frente às dificuldades normais e naturais de um processo que a oposição, em 15 anos, não foi capaz de resolver.

Pelo contrário, o governo do MpD está a edificar soluções consistentes para o desenvolvimento das ilhas e a medida de reestruturação da TACV tem, logo a começar, a virtude de estancar a drenagem de cerca de 10,000,000$00 (dez mil contos) dia, 300,000,000$00 (trezentos mil contos) mês e 3,600,000,000$00 (três milhões e seiscentos mil contos)  que dá para fazer um aeroporto por ano.